SENGE-MG apoia Manifesto contra a Privatização do Saneamento em Minas

O “Manifesto contra a Privatização do Saneamento em MG”, assinado pelo ONDAS-Observatório Nacional dos Direitos à Água e ao Saneamento- e outras 61 entidades, denuncia a privatização da prestação dos serviços de saneamento no estado de Minas Gerais. 

O manifesto repudia a proposta do governador Romeu Zema de “privatização pela regionalização”, que despreza os diretos humanos de acesso à agua e ao esgotamento sanitário. “A iniciativa do governo de Minas, visa o lucro e coloca em risco a prestação de serviços de saneamento”, enfatiza o documento.

ONDAS 

Observatório Nacional dos Direitos à Água e ao Saneamento, ONDAS, foi criado em 2018 durante o Fórum Alternativo Mundial da Água – FAMA. É uma ação conjunta, autônoma e crítica de instituições acadêmicas e de movimentos sindicais e sociais de todo o país

O observatório, tem como objetivo ser um canal de difusão de conhecimento e de atuação política direcionado ao direito à água e ao saneamento e à prestação por entidades públicas dos serviços de saneamento básico universalizados, acessíveis e de qualidade, com participação e controle social.

Confira abaixo o manifesto na integra. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up