Senge-MG na luta pelos interesses dos participantes dos fundos de previdência complementares Libertas e Forluz

A Diretoria de Aposentados do Senge-MG, conduzida por José Francisco de  Seniuk, está atenta aos interesses dos profissionais aposentados e em vias de se aposentar. Tanto em nível dos regimes geral e próprio da previdência social, como também nos fundos complementares. 

No caso dos regimes públicos, o Senge-MG mantém seu corpo jurídico disponível para tratar dos assuntos dos aposentados e dos aposentáveis, particularmente agora em que a reforma da previdência tornou a vida de todos muito pior.

Já existe um grupo no Senge-MG que trata das questões relativas à Fundação Libertas, de trabalhadores de empresas vinculadas ao governo do Estado, como Copasa, Codemge, Cohab, Prodemge etc.

A intenção, agora, é criar outro  para atuar junto à Forluz – Fundação Forluminas de Seguridade Social, vinculada aos trabalhadores da Cemig e Gasmig. 

Uma nova representação de conselheiros por parte dos trabalhadores foi eleita recentemente na Forluz, e o Senge-MG quer engrossar o apoio à sua atuação, contribuindo no que for necessário para garantir direitos e ampliar a transparência no âmbito do Conselho Deliberativo da Fundação de Seguridade Social.

Importante frisar que o sindicato tem seus trabalhos custeados pelos seus associados que se traduz por anuidade de R$240,00 para sócio pleno e R$120,00 para associado aposentado, à vista disso se não for associado convidamos-lhe para fazer parte de nossa luta.       

Para isso estamos disponibilizando um cadastro, que pode ser preenchido aqui, como forma de incluir o maior número possível de pessoas interessadas nesse processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up