Convenção do Setor da Construção Pesada Mantém Direitos de Engenheiras e Engenheiros

O Sindicato de Engenheiros e o Sindicato da Indústria da Construção Pesada de Minas Gerais (Sicepot-MG)  voltaram a firmar uma Convenção Coletiva de Trabalho. Com data-base 1º de novembro, o acordo é uma garantia para inúmeros direitos das engenheiras e engenheiros do setor.

Dentre elas está o cumprimento da Lei 4.950 A/66 do Salário Mínimo Profissional. Outra questão importante é a estabilidade provisória de  18 meses para os profissionais em vias de aposentar,  e que tenham no mínimo cinco anos de trabalho contínuo na empresa.

Para o presidente do Senge-MG, Murilo Valadares, a CCT é muito importante para fortalecer a atuação dos profissionais que atuam no setor de infraestrutura no Estado. “Além disso, é bom enfatizar que é no campo das negociações coletivas que empregados e empresas estabelecem suas relações, sobretudo a partir da perda de direitos ocorridas nos últimos anos”, argumenta Murilo.

A responsabilidade das empresas de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) para projetos, obras contratadas, desempenho de cargo e função, indicando no mínimo um profissional  por especialidade envolvida é outra garantia fruto da convenção assinada.

A CCT também abrangeu  pontos importantes no quesito prevenção conta a Covid-19. Dentre eles flexibilização da jornada de trabalho, trabalho remoto e interrupção das atividades. 

Veja aqui a íntegra da Convenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up